Atenção:

Para navegar no site habilite o "JavaScript" em seu navegador (browser) de internet!
 
 
 
Destaques
 
Notícias Online
 
  buscar notícias:
 
14/08/2017
Destaques do terceiro dia da Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo 2017

Energias renováveis, gestão das edificações e cases de sucesso preencheram as temáticas do último dia do evento

A 8ª edição da Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo completou seu terceiro dia trazendo muitas informações aos profissionais e interessados no mercado das edificações verdes.

As Sessões Educacionais foram iniciadas pela manhã. A importância da transparência na composição dos produtos da construção e o detalhamento sobre a Declarações Ambientais de Produto foram abordados por Josh Jacobs, da UL Environment.

O Retorno do Investimento da Geração de Energia Solar Fotovoltaica em Edificações (ROI) foi tema da palestrada de Daniel Ohnuma, da CTE, que explicou a importância das fontes renováveis de energia para o ambiente, como funciona a conversão de energia solar dentro de uma construção entre outros assuntos. E

Em seguida foi à vez de David Witek, do USGBC, apresentar um resumo dos sistemas de classificações que englobam todo o projeto de um edifício sustentável.

Incentivo à saúde, bem-estar e produtividade através do conforto térmico de escritórios, foi tema da palestra de Maíra de Macedo, do Green Building Council Brasil, Eleonora Zioni, da Asclépio Consultoria e de José Eduardo Modica, da Petrobras AS.

Ainda na parte da manhã, foi apresentado o case do primeiro empreendimento LEED V4, localizado no interior de Minas Gerais (Vitor Tosetto, da NewFields Brasil, Bruna Tosetto, do LarVerdeLar e Vilma Geraldo Tosetto, da Controle); foi abordado o Programa de Eficiência Energética da Aneel (Ricardo Wojitani, da Eletron Energia e João Dias, da Funpar – Fundação da Universidade Federal do Paraná); foi feita a análise sobre o potencial para Edifícios de Zero Energia e Zero Carbono no Brasil (Isabela Issa e Edward Borgstein, da Mitsidi Projetos); e foi apresentado o trabalho sobre escritórios com “valor verde” (Odilon Costa, Fundação Getulio Vargas – EAESP).

À tarde, a energia renovável (compra de RECs, energia solar, energia eólica, investimentos do país e gestão) foi tema das sessões, realizadas por Sandro Yamamoto, da Abeeólica; Fernando Lopes, do Instituto Totum; Leonardo Sant’Anna, da Abragel e Stephanie Betz, Absolar.

Em complemento a esse painel, Reinaldo Chohfi, da GeoDesign Internacional falou sobre iluminação natural, eficiência energética, geração de eletricidade, entre outros temas.

A visão de sustentabilidade aplicada ao gerenciamento de Facilities, Projects e Real Estate foi abordada por executivos da CoreNet Brasil, Ocupantes Consultoria Planejamentos e Construções e Johnson & Johnson. Já o uso e a operação sustentável em edificações comerciais fpoi tema da palestra de Wagner Oliveira e Bruno Scalet, do CTE - Centro de Tecnologia de Edificações. E o desempenho acústico aliado à questão do bem-estar dos ocupantes das edificações sustentáveis foi tema da palestra de Davi Akkerman, da Pró Acústica e Marcos Holtz, da Harmonia Acústica.

A Biomimética, ou o uso dos processos da natureza em rotinas do dia a dia das pessoas foi tema da palestra de Giane Cauzzi Brocco, Biomimicry Brasil. Segundo ela, características como a capacidade de se auto regenerar e de se adaptar, por exemplo, são transferíveis à ação humana e isso deve ser observado na questão das construções sustentáveis.

Ainda sobre inovação baseada nos princípios da natureza, Guilherme Castagna falou sobre a aplicação dos princípios de Cradle to Cradle na gestão de água em cidades, abordando o crescimento urbano e a crise hídrica atingiu que São Paulo em 2014. “Temos muita água em São Paulo, mas temos o desafio do abastecimento, uso local e por região. A ideia de ser sustentável é produzir, no mínimo, o equivalente com o que consumimos, conseguir mais que isso é um grande passo”, completou Castagna. Gabriela Callejas, Rafaella Basile e Silvia Stuchi Cruz, do Cidade Ativa, encerraram os trabalhos abordando a mobilidade e a importância do andar a pé para a questão ambiental.

As Sessões educacionais se encerraram com cases icônicos. Rafael Sabetzki e Alex Haas, ambos da Petinelli Inc abordaram a certificações LEED fora dos grandes centros, com exemplos de três cooperativas do interior do Paraná. Raquel Moussalem Apolônio e Suenia Maria Cordeiro de Sousa, do Sebrae Mato Grosso falaram sobre o case do Centro Sebrae de Sustentabilidade, certificado como Zero Energy.

O Sicredi, que recebeu a primeira Certificação LEED Platina EB O&M do Brasil foi tma da palestra de Gabriele Rosa, David Duoek e Enio Soares, da OTEC, e Luiz Santos Vieira, do Sicredi. Finalmente, o Floripa EkoHouse – um case do Referencial GBC Brasil Casa, foi apresentado por profissionais da EcoBuilding.

A 8ª Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo se encerrou na quinta-feira, porém, nesta sexta (11) estão sendo realizadas as visitas técnicas em edificações que receberam a “certificação verde”.

Nos roteiros estão:

- Casa de Henrique e Luciana Cury – Certificada “GBC Brasil Casa Nível Ouro” - Bairro Vila Nova Conceição (SP)
- São Paulo Corporate Towers – Certificação “LEED CS Nível Platinum” - Itaim Bibi (SP)
- Escritório UL do Brasil – Certificação LEED CI Nivel Platinum” - Itaim Bibi (SP)
- Edifício Berrini One – Certificado “LEED CS Nível Gold” - Itaim Bibi (SP)

Sobre a 8ª Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo - Em sua última edição, em 2016, a feira recebeu mais de 14 mil visitantes brasileiros e estrangeiros, 1400 congressistas, 135 palestrantes nacionais e internacionais, e 50 expositores e patrocinadores. Para 2017, a organização está preparando um evento ainda maior e espera receber mais de 20 mil visitantes.

Sobre o GBC Brasil - O Green Building Council é uma organização sem fins lucrativos, presente em 80 países e com certificações em 165 países, com a missão de transformar a indústria da construção civil e a cultura da sociedade em direção à sustentabilidade. O GBC Brasil atua para desenvolver a indústria da construção sustentável no país, utilizando as forças de mercado para conduzir a adoção de práticas de green building em um processo integrado de concepção, implantação, construção e operação de edificações e espaços construídos, contribuindo para garantir o equilíbrio entre desenvolvimento econômico, impactos socioambientais e uso de recursos naturais, visando a melhoria da qualidade de vida e bem-estar da atual e das futuras gerações. Suas atividades são focadas em capacitação profissional, disseminação de informações, relações governamentais e promoção das certificações LEED e Referencial GBC Brasil Casa.


Fonte: Assessoria de Imprensa
 


Últimas Notícias 
17/08/2017
» 12ª Eletrolar Show fomenta bons negócios para o setor de eletros
17/08/2017
» UBM Brazil anuncia novo evento de negócios para o setor industrial
17/08/2017
» Crescimento das lojas de conveniência é o destaque do anuário Sindicom 2017 que será lançado na ExpoPostos & Conveniência
17/08/2017
» Expo ABRH conta com mais de 100 expositores e 50 palestras gratuitas no Conarh 2017
17/08/2017
» Reformulados, Feira e Congresso Pet South America reúnem todo mercado pet e veterinário
mais...
  buscar notícias: