Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil: a mais completa e atualizada informação sobre o mercado de feiras
 
 
Destaques & Notícias
 
Notícias Online
 
Expositores confirmam temas para workshop da Metalurgia 2020

11/03/2020
Expositores confirmam temas para workshop da Metalurgia 2020

A grade de programação do Workshop Tecnologias para Fundição da Metalurgia 2020 já pode ser acessada no site da feira e os temas das apresentações de expositores começam a ser confirmados. Entre as palestras gratuitas estão soluções para a indústria 4.0, para inspeção não-destrutiva, matérias-primas e estudos técnicos.

Workshop de Inspeção Não-Destrutiva

Danielle Camargo Gimenes e Priscilla Leandro Silva, da Shimadzu, apresentam o tema “Inspeção Não-Destrutiva: Soluções por fluoroscopia e tomografia computadorizada”. A fluoroscopia e tomografia computadorizada são capazes de criar imagens em 2D e 3D de diversos tipos de amostras. As imagens obtidas e ampliadas possibilitam a observação de estruturas internas, de forma não destrutiva, dificilmente acessíveis por outras técnicas.

Os sistemas de fluoroscopia de raios X têm sido amplamente utilizados para detectar bolhas, porosidades, rachaduras e outros defeitos internos de produtos metálicos. Segundo as apresentadoras do workshop, nos últimos anos, com o aumento da miniaturização e densidade dos componentes das máquinas, informações detalhadas sobre esses defeitos, incluindo posicionamento, forma e tamanho, são cada vez mais necessárias. Isso tornou essenciais as imagens em 3D obtidas pelos sistemas de tomografia.

Fadiga de Altíssimo Ciclo

O professor Dr. Marcos Venicius S. Pereira, da PUC-RJ, apresenta o workshop “Fadiga de Altíssimo Ciclo”, a convite da Shimadzu. A fadiga é considerada a falha mecânica mais recorrente em componentes de Engenharia, resultando no desenvolvimento progressivo de trincas sob a ação de carregamentos cíclicos. Em função do desenvolvimento tecnológico, a vida-fadiga de inúmeros componentes mecânicos e estruturais pode ultrapassar a fronteira da fadiga de alto ciclo, estabelecida convencionalmente em 107 ciclos. Com isto, a avaliação do comportamento em fadiga de longa duração (107 – 1012 ciclos) tornou-se extremamente importante para projetos, criando o conceito de fadiga de altíssimo ciclo (very high cycle fatigue, VHCF).

Segundo Pereira os componentes com vida em serviço sob regime de fadiga de altíssimo ciclo são encontrados nas indústrias automotiva, ferroviária e aeroespacial, caraterizadas por projetos que associam longas vidas em serviço com operações em altas velocidades. “Neste contexto, ensaios de fadiga até 1012 ciclos são fundamentais no desenvolvimento de materiais de pás de turbinas, peças rotativas (virabrequins e eixos) de alta velocidade para automóveis e outros veículos, bem como rolamentos”, acrescenta.

Os objetivos desta apresentação são difundir o conceito de fadiga de altíssimo ciclo, mostrar a tecnologia ultrassônica para os ensaios de fadiga, baseada nos princípios físicos de ressonância e que reduziu de maneira considerável o tempo de máquina. Além disso, o workshop mostra aspectos morfológicos típicos da superfície de fratura, a exemplo de Fish-eye, FGA e ODA.

www.metalurgia.com.br
 
 


Últimas Notícias 
21/09/2020
» Vai ter Bio Brazil Fair e Naturaltech este ano, sim!
21/09/2020
» Fórum de Franchising Virtual orienta investidor na escolha da marca mais adequada ao seu perfil
21/09/2020
» Conheça os 10 finalistas do 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo
21/09/2020
» Fórum Brasileiro de Hotéis Independentes abordará os desafios da retomada na hotelaria
21/09/2020
» Mostra Internacional de Cutelaria acontece neste final de semana de forma on-line
mais...
  buscar notícias: