Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil: a mais completa e atualizada informação sobre o mercado de feiras
 
 
Destaques & Notícias
 
Notícias Online
 

31/01/2018
Indústria nacional prepara-se para Medlab 2018

Cinco empresas associadas à Abimo e que integram o Brazilian Health Devices, projeto setorial executado pela entidade em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) estão se preparando para expor na Medlab 2018, feira voltada à área de laboratórios tida como a mais importante do Oriente Médio e do Norte da África que será realizada entre 5 e 8 de fevereiro em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Sendo realizada fora da Arab Health desde este ano de 2017, a Medlab reúne cerca de 590 expositores de mais de 46 países e recebe 27 mil visitantes profissionais de 90 nacionalidades. Esta é a segunda vez que a Abimo promove a ida de suas associadas ao evento, visto que o Oriente Médio é tido como um mercado com vasto potencial consumidor. “Os compradores do Oriente Médio têm muita simpatia pela nossa produção e pelo jeito brasileiro de negociar. Além disso, a região possui uma posição central no globo, o que a torna geograficamente estratégica”, comenta Larissa Gomes, coordenadora de Promoção Comercial da Abimo ao afirmar que o território conta com uma economia diversificada, competitiva e elevada renda per capita.

Para Danilo Andrade, que responde pelo comércio exterior da Bioclin, alguns parceiros comerciais têm preferido o acesso aos fornecedores por meio da Medlab à outras feiras de grande relevância como a Medica e a AACC. “Participar de uma feira voltada especificamente ao nosso segmento e bem localizada tem se mostrado fundamental para a ampliação e manutenção do mercado local”, afirma. “Nossa expectativa é abrir novos mercados e consolidar nossa participação na região”, conclui ele que aponta a presença da Bioclin em países como Bangladesh e Afeganistão.

A presença brasileira no evento promete contribuir para que a indústria nacional recupere espaço no território ampliando sua inserção neste mercado que consome em grande quantidade nossas linhas de aparelhos para medida de pressão arterial, incubadoras para bebês, válvulas cardíacas, artigos de laboratório, aparelhos para fraturas, respiratórios de reanimação, artigos e aparelhos ortopédicos, sondas e cateteres. Além disso, os Emirados Árabes Unidos são detentores de boas perspectivas de negócios, visto que, segundo o Doing Business 2017, ranking do Banco Mundial, o país que em 2011 ocupava a 40ª colocação na lista das nações com maior facilidade para realização de negócios, hoje se desenvolveu e se mantém na 21ª posição.

Diretor administrativo da Lupetec, outra marca brasileira que garantiu presença na Medlab, Caio Cesar Martins afirma que a expectativa é de expansão territorial, conquista de novos mercados e fechamento de contratos. “Possuímos distribuidores na Arábia Saudita e estamos em negociação com outros na Tunísia e no Qatar. Além disso, realizamos uma venda direta para um laboratório em Dubai, com quem pretendemos estreitar os laços e fortalecer a parceria”, comenta ele que explica que desde 2015 a marca investe na prospecção de negócios e acredita que a Medlab pode ser, novamente, um portal para essa estratégia.

A intenção da BioBrasil durante a feira é diferente da Lupetec e da Bioclin. A marca, segundo o CEO António Dias, pretende fazer o lançamento mundial de um produto. “Lançaremos o DAPI – Diagnóstico Automatizado de Parasitos Intestinais e esperamos fechar contratos de comercialização com distribuidores de todo o mundo”, declara sobre o equipamento que permite identificar todo tipo de parasito intestinal presente em seu banco de dados incluindo, também, espécies de qualquer região, o que contribui para atender cerca de 51% da população que, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), sofre com alguma enteroparasitose.

Além da Bioclin, da Lupetec e da BioBrasil, também integram o pavilhão brasileiro da Medlab 2018 as marcas Labtest e LB Diagnóstica.

Sobre o Brazilian Health Devices

O PS (Projeto Setorial) Brazilian Health Devices, executado pela Abimo em parceria com a Apex-Brasil, tem como missão fomentar as exportações das indústrias de artigos e equipamentos da área da saúde. Brazilian Health Devices é a marca que reúne as indústrias exportadoras do setor e as representa internacionalmente.

Sobre a Abimo

A Abimo (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios) é a entidade representante da indústria brasileira de produtos para a saúde que busca promover o crescimento sustentável do setor no mercado nacional e internacional.


Fonte: Assessoria de Imprensa
 
 


Últimas Notícias 
28/09/2020
» DynatraceGo!: evento reúne especialistas em Performance Digital
28/09/2020
» Heli XP é adiada para os dias 12 e 13 de maio de 2021
28/09/2020
» Global Bar Week divulga primeiros palestrantes e temas da grade de conteúdo
28/09/2020
» Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal promove Simpósio Internacional de Segurança
28/09/2020
» AirConnected DX debaterá futuro do transporte aéreo nos dias 25 e 26 de novembro
mais...
  buscar notícias: