Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil: a mais completa e atualizada informação sobre o mercado de feiras
 
 
Destaques & Notícias
 
Notícias Online
 

21/03/2018
Passeio virtual chama a atenção do público e lota estande de Itaipu no Fórum Mundial da Água

Até sexta-feira (23), último dia do evento, o público no estande deve passar de três mil pessoas

Guilherme Azevedo nunca colocou os pés na fronteira do Brasil com o Paraguai. Mas depois de passar por um dos estandes da Feira do 8º Fórum Mundial da Água, ao lado do Estádio Mané Garrincha, em Brasília, foi taxativo: “Agora eu posso dizer que conheço Itaipu”.

Morador do Distrito Federal e parte da equipe de apoio do fórum, Guilherme usou fones e óculos de realidade virtual para vencer a distância de 1.500 quilômetros que separam Foz do Iguaçu da capital federal. Caiu dentro da maior geradora de energia limpa e renovável do planeta.

Os óculos VR (da sigla em inglês) são a principal atração do estande de Itaipu na feira – e o vaivém de pessoas no espaço de 54 metros quadrados não para. No primeiro dia, no sábado (17), foram mais de 350 visitantes (só para fazer o passeio virtual). No domingo (18) o movimento foi ainda maior, e teve fila de espera para dar conta de tanta gente.

Na segunda-feira (19), o jeito foi aumentar o número de óculos, de dois para três. O diretor-geral paraguaio, James Spalding, acompanhado do diretor Newton Kaminski (Coordenação) e de quase toda a diretoria paraguaia, passou pelo local e se espantou com o movimento.

O dispositivo, com visor de 360 graus, leva o visitante a uma experiência audiovisual única, conduzida por monitores que parecem estar bem ao lado. Gráficos em 3D complementam as explicações e as imagens são de tirar o fôlego. Quem tem medo de altura se assusta.

“O estande de Itaipu é um dos mais interativos da feira e isso tem chamado bastante a atenção. Acreditamos que até sexta-feira (dia 23, último dia do fórum) o público deve passar de três mil pessoas”, avaliou Maristela Beal, da Divisão de Relações Públicas (CSRP.GB).

“É muito legal porque com essa coisa da realidade virtual a gente consegue ter a dimensão da imensidão que é a usina. Então estar dentro de Itaipu aqui na feira, mesmo estando tão longe [fisicamente], é realmente incrível”, completou Guilherme.

Coordenador da equipe de voluntários do fórum, Miguel Ribeiro Neto, morador de Brasília, também nunca visitou Itaipu pessoalmente. “Tenho muita curiosidade. Mas agora posso dizer que matei a vontade, por incrível que pareça!”, brincou, já fazendo planos para uma visita presencial. “É um patrimônio maravilhoso do Brasil.”

Situação diferente viveu Pedro da Costa, morador de Pau dos Ferros, no Estado do Rio Grande do Norte. Visitando a feira como representante do Instituto Luiz Gonçalves de Jesus (ILGJ), seu Pedro contou que conheceu Itaipu em 1980, no auge da construção. Depois, nunca mais voltou. “Só hoje”, disse, rindo. “Foi bom demais [rever Itaipu]. Gostei. Uma boa experiência”, resumiu.

Além dos óculos VR, os visitantes podem assistir ao vídeo institucional de Itaipu e tirar uma selfie ao lado de uma imagem aérea da usina com o vertedouro aberto. A Feira do Fórum Mundial da Água fica aberta até sexta-feira (23), sempre das 10h às 22h, com entrada gratuita.

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,5 bilhões de MWh. Em 2016, a usina brasileira e paraguaia retomou o recorde mundial anual de geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh. Em 2017, a hidrelétrica foi responsável pelo abastecimento de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 86,4% do Paraguai.


Fonte: Assessoria de Imprensa
 
 


Últimas Notícias 
04/06/2020
» COOPA-DF muda AgroBrasília para formato online
04/06/2020
» Sebrae-SP apoia Fórum Econômico no Esporte Fitness Covid-19
04/06/2020
» Fenasan 2020: AESabesp define nova data
03/06/2020
» 2ª live do CNMA discutirá o protagonismo da mulher no agronegócio anticrise
03/06/2020
» Nucleovet adia seus simpósios para 2021
mais...
  buscar notícias: