Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil: a mais completa e atualizada informação sobre o mercado de feiras
 
 
Destaques & Notícias
 
Notícias Online
 
Exposec 2018 com corredores lotados

25/05/2018
Exposec 2018 com corredores lotados

Os corredores lotados na Exposec são um bom termômetro para medir o interesse dos profissionais em conhecer as soluções que as empresas do setor de segurança estão apresentando no evento.

Na esteira da chamada "economia criativa", a Ilha de Startups Abese, uma iniciativa da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança com o apoio da Cipa Fiera Milano, está chamando a atenção do público.

A Arena Drone também é ponto de parada obrigatória para entender como este equipamento tem sido cada vez mais utilizado pelas empresas. Todavia, é necessário que o Brasil avance na definição de normas claras para a regulamentação de drones, para que os benefícios dessa nova tecnologia sejam aproveitados da forma mais eficaz possível.

Startups trazem ideias criativas para o setor de segurança na Exposec

Identificar sons e gerar um alerta, podendo inclusive orientar uma câmera de vídeo para que registre imagens da ocorrência. Esse é o sistema desenvolvido pela Áudio Alerta, startup da grande São Paulo, que participa da Ilha de Startups Abese na Exposec.

Segundo Ivo Frazão, diretor da Áudio Alerta, o equipamento é capaz de classificar todos os sons do ambiente e selecionar apenas aquele que foi determinado na programação. "Podemos instalar o sistema em um cruzamento de ruas para gerar alerta de um choque de carros, por exemplo. Integrado a uma câmera de vídeo, conseguimos também obter imagens do acidente e enviar o alerta para o departamento de trânsito", explica Frazão.

O equipamento também pode ser utilizado em ambientes internos, em empresas ou residências, para gerar o alerta no caso de arrombamento ou quebra de janela. "Aí o sinal será enviado para o empresário ou departamento de segurança. Na residência, para o proprietário."

Já a Tranpo é uma plataforma virtual para a prestação de serviço de instalação e manutenção de equipamentos por demanda. A ferramenta foi desenvolvida pelo técnico Edson Pacheco, que também participa da Exposec. O sistema funciona através de um aplicativo onde o cliente envia uma OS (Ordem de Serviço) para a plataforma. O técnico que acessar esse pedido irá realizar o serviço. "O contratante lança os dados do que precisa que seja feito e nós fazemos o resto", explica Pacheco.

Para garantir a qualidade e a eficiência do serviço, a plataforma disponibiliza um chat onde o técnico e o contratante mantêm contato, em tempo real, para troca de informações e para sanar dúvidas. "Não mantemos contrato com os clientes. Atendemos de acordo com as necessidades deles", explica. Pacheco garante, no entanto, que o sistema tem garantido fidelização dos clientes. "A maioria nos envia serviços constantemente, mesmo não havendo um contrato entre nós."

Drones com câmera térmica são aposta para segurança

Drones de última geração, com câmeras térmicas, sistemas de navegação futuristas e com os mais diversos layouts podem ser vistos e pilotados pelo público até amanhã (24) na Arena de Drones, uma das atrações da Exposec.

"É certeza que o futuro é o drone. Tudo será automatizado para esses aparelhos, inclusive a nossa locomoção", afirma Alexandre Liao, proprietário da XDrones. Segundo ele, o número de aparelhos no país já chega à marca dos 200 mil.

E os drones acabam absorvendo outros avanços tecnológicos. Um deles é a visão térmica, o que tem sido destaque para que os aparelhos ganhem cada vez mais espaço na área de segurança patrimonial.

Para Bruno Jouan, diretor comercial da SegurPro, o setor de mapeamento/vigilância por drones não para de crescer. "Não é só a questão da redução de custos, mas também da ampliação da segurança. É o melhor dos dois mundos", afirma Jouan, ao citar que o mapeamento áereo por drones é muito mais rápido, amplo e eficaz que o terrestre (feito por vigilantes em um carro, por exemplo).

Tanto Jouan como Liao afirmam que o Brasil ainda precisa avançar na definição de normas claras para a regulamentação de drones, para que os benefícios dessa nova tecnologia sejam aproveitados da forma mais eficaz possível.

Fechaduras que leem impressões digitais já são realidade

A fechadura que lê impressões digitais retratada no filme "De Volta para o Futuro 2" já é realidade na Exposec. A tecnologia é uma das soluções da Intelbras para a segurança patrimonial de empresas, residências e condomínios, a preços cada vez mais acessíveis (a partir de R$ 499,90 para o consumidor final).

A linha de fechaduras oferece seis modelos, com utilidades como modos de abertura variados (biometria, senha, chaveiro de proximidade e chave física), sensor de travamento automático, alarme contra arrombamento e função "não perturbe".

Plano diretor de segurança deve envolver todos os departamentos da empresa

O Planejamento Estratégico de Segurança das empresas deve estar inserido em grande parte das decisões e estratégias ligadas ao ambiente corporativo. Desta forma, é possível diagnosticar riscos e ameaças aos projetos e planos da empresa, determinando diretrizes para a manutenção da integridade física dos recursos humanos e proteção dos ativos. A análise é do gerente corporativo de segurança patrimonial do Hospital A Beneficência Portuguesa de São Paulo, Adriano Mizoguti.

Mizoguti falou hoje (23) sobre "Estratégia para Desenvolvimento de um Plano Diretor – Uma ferramenta essencial para a tomada de decisões da alta gestão" no Congresso ESS – Escola Superior de Segurança, durante a Exposec.

O especialista lembrou que um plano diretor abrange Segurança Patrimonial, Segurança da Informação, Segurança contra Incêndio e Segurança Pessoal. "Podemos considerar que o plano atinge a totalidade de departamentos das empresas", afirma Mizoguti. "O plano diretor objetiva a montagem de um mapa de relacionamentos e dependências entre aplicações e infraestrutura física, tecnológica e humana.

Lançamento do Comitê de IoT

A Abese (Associação Brasileira de Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança) lança nesta quinta-feira (24), às 10h, o Comitê de IoT Internet of Things) no estande da instituição, na Exposec. O objetivo é possibilitar o debate sobre como os conceitos de IoT podem impactar tecnologicamente os negócios das empres(as do segmento de segurança e quais são as interfaces de relacionamento entre os conceitos de IoT e a tecnologia de segurança eletrônica.

Serviço

Exposec – 21ª Feira Internacional de Segurança
Data: 22 a 24 de maio de 2018
Horário: 13h às 20h
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – São Paulo/SP
www.exposec.com.br
 
 


Últimas Notícias 
28/10/2020
» Confira as atrações de Meet & Greet da Horror Expo Live 2020
28/10/2020
» 5G já é uma nova realidade, aponta o Futurecom Digital Week
28/10/2020
» Primavera Festival reúne música, inovação e empreendedorismo em torno da sustentabilidade socioambiental
28/10/2020
» Jonathan Zittrain abre NOW!Week da HSM Expo NOW!
28/10/2020
» Francal Feiras divulga Protocolo de Segurança Sanitária para seus eventos de 2021
mais...
  buscar notícias: