Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil: a mais completa e atualizada informação sobre o mercado de feiras
 
 
Destaques & Notícias
 
Notícias Online
 
Avesui 2018: fábrica de peixes e aquaponia tem baixo investimento e retorno rápido

13/07/2018
Avesui 2018: fábrica de peixes e aquaponia tem baixo investimento e retorno rápido

A Recolast, empresa experiente na produção de peixes, é mais uma das confirmadas na AveSui 2018, que este ano acontece em Medianeira no Paraná.

A fábrica de peixes é um sistema de criação e cultivo intensivo, projetado para funcionar em espaço reduzido, com baixo consumo de energia e mão de obra, permitindo assim, uma produção econômica aliada a um fácil manejo. Para o produtor que quer iniciar a produção de peixes é a opção com melhor custo benefício e a Recolast a irá lançar na AveSui 2018.

Para Luiz Roberto Pelosi, diretor técnico da empresa, a aquicultura é uma atividade complementar as outras na cadeia produtiva. “A aquicultura é uma atividade complementar a qualquer outra existente na propriedade, ou seja, é como a vaquinha leiteira que tínhamos em 50% das propriedades rurais do Brasil. Você pode produzir grãos, criar frango, suínos enfim vai gerar renda e ocupar as ociosidades da propriedade”, disse o gestor.

Pelosi explica que a fábrica, por utilizar um sistema fechado, não necessita de troca de água e por não gerar resíduo dispensa a licença ambiental. “O espaço também é reduzido. Com apenas 200 metros você tem a mesma produção de uma lagoa de um hectare”, completa.

O sistema também é otimizado para a produção controlada de algas (Bioflocos) que servem como fonte de alimento para os peixes, reduzindo os gastos com ração em até 30%, trazendo mais economia para o produtor, e tudo é gerenciado através de um software que indica todas as ações que devem ser realizadas diariamente.

Além da fábrica, a Recolast também irá apresentar a aquaponia, que consiste na junção da hidroponia (técnica do cultivo de hortaliças sem solo) com a criação de peixes em um sistema cooperativo onde um alimenta o outro. “As raízes das plantas funcionam como um biofiltro que trata a água e desta forma o produtor pode ter também uma segunda fonte de renda”, explica Pelosi.

A atividade da piscicultura no Paraná, em 2016, teve um crescimento de 10%. Somente o Oeste do estado concentra 69% de toda a produção. Nesta edição, além do setor de aves e suínos, a AveSui 2018 agrega o setor produtivo de peixes, e com ele todos os elos que envolvem esse mercado, desde nutrição até processamento e para Pelosi esta iniciativa é muito importante para o setor que tem crescido em nosso país. “Teremos muito crescimento. A tilápia será o frango desta década”, afirma.

Para a feira a empresa prepara condições especiais para a aquisição do produto. “O lançamento vai permitir que o produtor adquira a fábrica modular completa com 30% de desconto para produção de mil quilos por mês e depois já fazendo upgrades para aumentar a produção e biossegurança”, complementa Pelosi.

A AveSui 2018 será realizada nos 1, 2 e 3 de agosto na cidade de Medianeira no Paraná. Para saber mais sobre a feira acesse: https://www.avesui.com/
 
 


Últimas Notícias 
26/01/2021
» SAHE inicia as discussões em Saúde de 2021
26/01/2021
» Sociedade Rural de Maringá define nova data da Expoingá 2021
26/01/2021
» Show Rural Coopavel: devido a restrições, feira terá versão reduzida e visitas pré-agendadas
26/01/2021
» Belasafra será realizado de 26 a 29 de janeiro 100% digital
26/01/2021
» Femagri e a Feira do Cerrado 2021 serão realizadas 100% online
mais...
  buscar notícias: