Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil: a mais completa e atualizada informação sobre o mercado de feiras
 
 
Destaques & Notícias
 
Notícias Online
 
Renomado chef brasileiro, Ivan Ralston, à frente do Tuju, dará aula gratuita durante MicBR

31/10/2018
Renomado chef brasileiro, Ivan Ralston, à frente do Tuju, dará aula gratuita durante MicBR

Sob comando de Ralston, restaurante ganhou duas estrelas Michelin e figura na lista dos 50 melhores da AL. Ele participará do Cozinha Show, dia 7, no Mercado de Indústrias Criativas do Brasil

Oito meses após abrir as portas ao público, em 2014 em São Paulo, o restaurante Tuju ganhou a primeira estrela no Guia Michelin. Neste ano, veio a segunda. A empreitada, sob comando do chef Ivan Ralston, também figura na lista dos 50 melhores restaurantes da América Latina. O segredo para tanto sucesso? “O principal é ter uma equipe muita boa, o restaurante é um trabalho autoral, mas não se resume a uma pessoa”, avalia Ralston.

Quem passar pelo MicBR e participar do Cozinha Show, dia 7 de novembro, no Unibes Cultural, poderá ver de perto o trabalho do renomado cozinheiro. Com entrada franca, pendente apenas de inscrição online no site do MicBR, interessados poderão participar de uma aula com o chef, que trará um prato com ingredientes típicos da culinária brasileira.

Em entrevista ao MicBR, ele fala sobre trajetória profissional, inspiração na cozinha e a importância de promover um evento dedicado À economia criativa.

Como começou a cozinhar e de onde veio sua paixão pela gastronomia?

Minha família trabalha na área de restaurantes, sempre estive nesta área. E é isso. Comecei a cozinhar aos 19 anos, mas sempre gostei. Na verdade, acabei virando cozinheiro por falta de opção, não sabia o que fazer e acabei indo por esse caminho.

Como chega a criação de pratos novos? O que te inspira?

Tudo me inspira, sobretudo a cidade de São Paulo, é inspiradora por ser multicultural.

O que mais te dá prazer em cozinhar?

O processo criativo é o que eu mais gosto.

Quais são os desafios?

Acho tranquilo porque eu realmente gosto do que faço, me divirto.

Você passou por restaurantes renomados no Brasil, como o Maní, e fora do Brasil, na Espanha, como o Celler de Can Roca e o Mugaritz. O que levou como aprendizado desse período da sua vida?

Em cada lugar aprendi coisas diferentes, mas todos me ajudaram no cozinheiro que vim a ser, me deu uma base boa para abrir próprio negocio.

Tuju tem duas estrela no Guia Michelin. Como recebeu essa notícia?

A primeira estrela recebemos em 2015, uns oito meses após abertura do restaurante, e, este ano, recebemos duas estrelas. Foi muito legal, é importante para manter o restaurante e para o Brasil, que tem pouco turismo comparado com outros países. Só Nova York tem mais turistas por ano que o Brasil inteiro.

Qual é o segredo para manter um nível tão alto?

A pressão vem, mas encaro com naturalidade, gosto do que faço e a estrela é um reconhecimento do meu trabalho. O principal é ter uma equipe muito boa, trabalhar em equipe. O restaurante não é só uma pessoa, embora seja um trabalho autoral.

Quais são as novidades para este ano?

Os menus mudam a cada três meses e o nosso menu muda todo mês, sempre tem novidade, o cardápio segue a sazonalidade.

Você vai participar do MicBR, do Cozinha Show em 7 de novembro. Como será esta participação?

Vai ser uma aula e vou apresentar um prato, com ingredientes típicos da culinária brasileira.

O que acha de ter um evento como o MicBR, dedicado à economia criativa?

Acho super legal esse evento e o governo investir nessa discussão e na formação das pessoas. Para mim é um prazer. Espero que continue no próximo ano.

MicBR

O MicBR, promovido pelo Ministério da Cultura (MinC) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) em parceria com a Organização de Estados Ibero-americanos (OEI), será realizado de 5 a 11 de novembro, em São Paulo. O megaevento vai reunir milhares de empreendedores brasileiros e de sete países sul-americanos em atividades de capacitação, rodadas de negócios e apresentações artístico-comerciais, além de um público geral de aproximadamente 30 mil pessoas. Dez áreas da produção cultural estarão envolvidas: artes cênicas, audiovisual, animação e jogos eletrônicos, design, moda, editorial, música, museus e patrimônio, artes visuais e gastronomia. O evento, que terá como conceito guarda-chuva "cultura conecta com negócios", conta com a parceria do Itaú Cultural, Sesi-SP, Sesc-SP, secretarias estadual e municipal de Cultura de São Paulo, Livraria Cultura, Masp e Instituto Moreira Salles, além da cooperação da Unesco. As inscrições para as atividades podem ser feitas no portal micbr.cultura.gov.br
 
 


Últimas Notícias 
01/06/2020
» Ministério do Turismo empenha R$ 500 milhões para financiar empresas do setor
01/06/2020
» XI Egepe 2020 será realizado online nos dias 29 e 30 de junho
01/06/2020
» Expoleite: diretoria da Capal adia feira para 2021
29/05/2020
» BIG Digital vai mostrar conteúdo inédito de 13 jogos brasileiros
29/05/2020
» Mercoagro 2020 adotará rigoroso protocolo de segurança
mais...
  buscar notícias: