Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil: a mais completa e atualizada informação sobre o mercado de feiras
 
 
Destaques & Notícias
 
Notícias Online
 
Sebrae Paraíba e PMJP abrem Feira Internacional de Economia Criativa

22/11/2018
Sebrae Paraíba e PMJP abrem Feira Internacional de Economia Criativa

Evento, realizado no Complexo Estação Cabro Branco, segue até o próximo sábado (25)

“A economia criativa é fundamental para alavancar a economia do Nordeste, gerando emprego e renda”. Para o superintendente do Sebrae Paraíba, Walter Aguiar, essa é uma das principais tarefas da economia criativa, principalmente considerando o contexto de constantes mudanças e inovação no mundo dos negócios atualmente. Fortalecendo ainda mais esse campo da economia, João Pessoa terá, pela primeira vez, a Feira Internacional de Economia Criativa.

O evento, promovido pelo Sebrae Paraíba e Prefeitura Municipal de João Pessoa, com aval da Unesco, foi aberto na noite desta segunda-feira (19) e segue até o próximo sábado (25) trabalhando os segmentos da Gastronomia, Música, Design, Artesanato e Cinema no Complexo da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano. A feira ainda conta com parceria de instituições como governo do estado, UFPB, IFPB, Unipê e FPB.

De acordo com o superintendente do Sebrae Paraíba, Walter Aguiar, a economia criativa foi escolhida para desenvolver a economia da região, já que possibilita a geração de negócios com áreas já trabalhadas no Nordeste, a exemplo de cultura e tecnologia da informação. “É possível fazer da arte e cultura, nos quais a região é rica, especialmente a Paraíba, em negócios rentáveis, gerando emprego, renda, receita e desenvolvimento. Essa é a questão básica da economia criativa: gerar negócios a partir de coisas que muitas vezes as pessoas não acham que podem se transformar em um negócio”, afirmou.

Para Aguiar, a iniciativa precisa ser potencializada por meio de parcerias, seja com instituições públicas ou privadas. “Numa região como a Nordeste, não podemos nos dar ao luxo de querermos navegar sozinhos. Os recursos são pequenos e poucos, então temos de potencializar. Isso se dá por meio de parcerias e a prefeitura tem se mostrado aberta nesse processo no campo da economia criativa. Então, estamos realizando essa primeira atividade, que é a feira, e estivemos juntos no processo de inclusão da cidade de João Pessoa como uma das cidades criativas do mundo reconhecidas pela Unesco. Com esse reconhecimento, teremos uma economia criativa e abertura para negócios inovadores“, destacou.

O prefeito da Capital, Luciano Cartaxo, explicou que a feira é importante principalmente por João Pessoa integrar a rede de cidades criativas da Unesco desde o ano passado. “Esse é um momento especial para a cidade, que faz parte desse grupo seleto de 180 cidades reconhecidas como criativas. Agora, estamos recebendo nomes do mundo inteiro para participar dessa feira internacional e fortalecer cada vez mais a nossa economia criativa, que é fundamental para a valorização do artesanato e arte popular da cidade e da economia como um todo”, afirmou.

O superintendente do Sebrae Ceará, Joaquim Cartaxo, participou da abertura da Feira Internacional de Economia Criativa e frisou que a temática inclui a agenda de inovação do Sebrae em todo o país. Além disso, no último dia 7, foi aprovado no Sebrae Nacional um projeto de incentivo à economia criativa envolvendo os nove estados do Nordeste. A cidade de Fortaleza também vai apresentar candidatura à cidade criativa da Unesco, mas no segmento do Design.

“Os estados do Nordeste, os Sebraes, governos e prefeituras estão todos imbuídos de realizar eventos voltados a economia criativa e isso significa que estamos com a visão do século 21, no qual a economia criativa terá participação importante no desenvolvimento sustentável e duradouro. Isso não significa que esse campo da inovação vai esquecer a tradição. Temos de pactuar como vão se dar as relações entre inovação e tradição. Tenho dito que temos duas trilhas a percorrer: a da tradição, onde vamos inovar, e inovação, que também vamos inovar. Além disso, o Sebrae está se transformando numa organização digital, portanto, está dialogando com esse campo do século 21”, argumentou.

Ainda, ele afirmou que o berço da cultura brasileira está no Nordeste. “Foi aqui que os portugueses descobriram o Brasil e onde a miscelânea cultural se desenvolveu, com influências europeias, africanas e indígenas. Na minha opinião, o Nordeste é ponta de lança na economia criativa no país, desempenhando um papel intenso, forte e decisivo”, comentou.

Dentro da Feira Internacional de Economia Criativa haverá cinco salões: Gastronomia, Música, Design, Artesanato e Cinema. No local acontecerão oficinas, workshops, shows musicais, mesas redondas, exibição de filmes nacionais e estrangeiros. As inscrições para as oficinas e mesas redondas serão feitas pela loja do site do Sebrae. A programação completa da feira pode ser encontrada no link: https://wp.joaopessoacriativa.com.br/.
 
 


Últimas Notícias 
30/10/2020
» IntegrAbit: conferência internacional abordará caminhos da moda
30/10/2020
» Renato Borghetti e artistas locais encerram circuito de shows do ‘Fenavinho Virtual’
30/10/2020
» Começa nesta sexta o projeto “Janelas Casacor Minas Gerais”
30/10/2020
» Comex Digital Talk, evento digital e gratuito para o mercado de Comércio Exterior chega em sua 2ª edição
30/10/2020
» Retomada da indústria de bares e bebidas: visitantes de quase 80 países no Global Bar Week
mais...
  buscar notícias: