Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil: a mais completa e atualizada informação sobre o mercado de feiras
 
 
Destaques & Notícias
 
Notícias Online
 
11º Salão do Artesanato teve faturamento de R$ 3,5 milhões e recebeu público de 27 mil pessoas

28/11/2018
11º Salão do Artesanato teve faturamento de R$ 3,5 milhões e recebeu público de 27 mil pessoas

O 11º Salão do Artesanato, maior vitrine do artesanato brasileiro, realizado pela primeira vez em São Paulo, no Expo Center Norte, de 7 a 11 de novembro, recebeu um público de 27 mil pessoas, considerado bom para uma primeira edição do evento no estado, com um faturamento na casa dos R$ 3,5 milhões.

"Recebemos um púbico qualificado, que entende o grande valor agregado às peças comercializadas. Muitos dos visitantes estavam focados em negócios, ou seja, nas vendas por atacado. Aproximadamente 350 lojistas visitaram a feira, o que garantiu negócios a longo prazo para um número significativo de artesãos", comenta Leda Simone C. Alves, diretora executiva da Rome Eventos, promotora do Salão do Artesanato.

Além das obras de aproximadamente 1.000 profissionais de 25 estados e do Distrito Federal, os visitantes puderam participar de oficinas, prestigiar a gastronomia regional brasileira e os espetáculos musicais.

De acordo com Leda Simone C. Alves, a 11ª edição do Salão do Artesanato foi desafiadora. "O grande estímulo era passar para os paulistanos a grandiosidade do evento e sua singularidade pela convergência do que há de melhor na produção artesanal do Brasil. O resultado alcançado nesta primeira edição nos motiva a continuar com o projeto em São Paulo. Em 2019 vamos ampliar o número de artesãos e a área de gastronomia típica. Estamos certos de que o Salão do Artesanato fará parte do calendário de eventos de São Paulo", celebra Leda.

A Feira

Foram milhares de produtos artesanais da mais alta qualidade e com grande valor cultural agregado, além de trabalhos executados em materiais como madeira, barro, cerâmica, fios, tecidos, sementes, fibras, capim, bambu, prata, metais, couro e muitos outros elementos transformados em objetos de decoração, utilitários, móveis, roupas, joias, bijuterias e acessórios.

Para a cenografia do evento foram utilizadas peças artesanais produzidas por artesãos do Goiás, Ceará e Bahia. Mais de 1000 flores foram produzidas pelo artesão Elcio Pereira, do estado de Goiás, para compor o portal de entrada do evento. No espaço destinado a receber a Praça dos Mestres, foram utilizadas peças de mobiliário e tapeçaria do artesão Tião Piauí (DF) e do Juão da Fibra (GO).

Na praça de alimentação, os visitantes puderam degustar receitas da culinária típica das cinco regiões do Brasil. Acarajé, escondidinho de carne seca, feijão tropeiro, galinhada, pato no tucupi, tacacá, macarrão de comitiva pantaneira, isca de pintado, arroz de carreteiro e vaca atolada foram alguns dos pratos servidos por chefs de cozinha de São Paulo. O espaço foi montado em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-SP).

A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) e o Ministério do Turismo (MTur) também participaram do 11º Salão do Artesanato com o "Mercado da Agricultura Familiar", que contou com a presença de 15 micro empreendimentos que expuseram e comercializaram seus produtos. Esse espaço também contou a presença de chefs renomados como Gabriel Gaeta, Eloi Leite, Jane Pereira e Zeca Amaral, que participaram do workshop "Cozinha-Show". Todos os ingredientes utilizados na preparação dos pratos foram produzidos por agricultores familiares.

Entre as apresentações musicais, o 11º Salão do Artesanato contou com a presença dos compositores e cantores Renato Teixeira e Gabriel Sater, além do violonista Yamandu Costa e os Bois de Parintins, que se apresentaram com o cantor e multi-instrumentista Leonardo Castelo Gomes. Para fechar com chave de ouro, o grupo Dois Dobrado, formado por Marcelo Lima (Voz e Triângulo), Jonas Virgulino (Voz e Sanfona), Jorge Silva (Voz e Cavaquinho) e Will Nascimento (Voz e Zabumba), embalou o público com um forró animado.

Salão do Artesanato - realizado há dez anos consecutivos, o Salão reúne o que há de melhor na produção artesanal do Brasil. Com o apoio do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), o evento conta com a participação de 25 estados, além do Distrito Federal (DF), o que garante uma variedade significativa de produtos. Em outras edições, a feira recebeu mais de 50 mil visitantes, cerca de 1500 artesãos e um volume de negócios superior à casa dos 5 milhões de reais. Os artesãos que participam do evento são selecionados em todos os estados pela alta qualidade de suas peças e pelo valor cultural agregado às suas produções. São peças com grande identidade, geralmente confeccionadas com matérias primas de reaproveitamento, da natureza e feitas de forma totalmente manual. A presença de mestres artesãos reconhecidos pelo Iphan como patrimônio vivo de seus estados é outro grande atrativo do evento. A feira já recebeu espetáculos de artistas como Maria Rita, Arnaldo Antunes, Guilherme Arantes, Luiza Possi, entre outros.

Rome Eventos - empresa especializada na promoção, no planejamento e na organização e coordenação de eventos há 26 anos. Entre as feiras sob seu comando estão a Expotchê, o Salão do Artesanato, a Feira do Livro de Brasília, a Feira Literária de Pirenópolis (Flipiri) no estado de Goiás e a Feira Literária do Distrito Federal (Flidf).

http://www.salaodoartesanato.com.br
 
 


Últimas Notícias 
23/09/2020
» Semana do Calçado: Francal Ablac Show fala de mídias sociais sem complicação
23/09/2020
» Play Music Con: três dias com ídolos do rock, humoristas e muita cultura pop
23/09/2020
» ABES Software Conference 2020: líderes globais falam sobre como reposicionar os negócios hoje enquanto o futuro é criado
22/09/2020
» Vem aí a 1ª Bienal Virtual do Livro de São Paulo
22/09/2020
» Panorama Itaúsa 2020: evento digital para discute estratégias e o cenário econômico atual
mais...
  buscar notícias: