Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil: a mais completa e atualizada informação sobre o mercado de feiras
 
 
Destaques & Notícias
 
Notícias Online
 
Music Show EXP: mercado da música aposta em retomada com feira que concentra os negócios do setor

05/09/2019
Music Show EXP: mercado da música aposta em retomada com feira que concentra os negócios do setor

Music Show EXP ocupa o espaço da extinta Expomusic e pretende mostrar oportunidades em segmentos como áudio profissional e o turismo associado aos festivais<
Após mais de três décadas tendo como principal vitrine a Expomusic, o mercado musical brasileiro se prepara para "virar a página" com uma nova feira de negócios – a Music Show EXP.


Com expectativa de movimentar mais de R$ 400 milhões em negócios propiciados pelo evento, a Music Show EXPerience foi idealizada pelos empresários Daniel Neves e Fábio Mascotto, e acontece entre os dias 19 e 22 de setembro, no São Paulo Expo, e reunirá 400 marcas e 120 expositores.

Será a segunda edição da feira, que, já no ano passado, foi lançada com a proposta de renovar a visão mercadológica no país, com a inclusão de segmentos que vão além da indústria de shows e apresentações.

Agora, o grande desafio da empreitada é assumir o espaço deixado pelo final da Expomusic, feira que durou 34 edições consecutivas e acabou sendo cancelada e encerrada em 2019, com prejuízos e baixa adesão dos expositores.

"Nosso objetivo é atrair o público da Expomusic e ampliar o espaço dedicado aos negócios da música, com shows, debates, bate-papo de artistas com os visitantes, discussões sobre a profissão de músico, mapeamento de oportunidades profissionais que vão além do palco, importação e exportação de instrumentos", explica Daniel Neves, que também é presidente da Anafima – Associação Nacional da Indústria da Música.

De acordo com a Anafima, o setor de instrumentos musicais representa US$ 500 milhões/ano, e possui cerca de 8 milhões de músicos no país (segundo a Ordem dos Músicos do Brasil). Já o mercado de som profissional, voltado ao setor de shows e eventos, fatura mais de US$ 750 milhões/ano e as estimativas apontam um crescimento de 15% para 2019.

Hoje, somente o streaming no Brasil movimenta US$ 207,8 milhões por ano, mais até do que o mercado de shows (US$ 205 milhões). Enquanto isso, mercados menos badalados, como o de equipamentos de áudio, chegam a faturar US$ 650 milhões por ano.

Para Daniel, da Anafima, a indústria da música precisa ser levada a sério, bem como o desenvolvimento de novos consumidores. "Pesquisas mostram que um a cada cinco turistas costuma fazer uma viagem para poder acompanhar um show ou festival. A cadeia da música é muito rica e nós, que somos um povo musical por natureza, não exploramos todo esse potencial", completa ele.

No ano passado, a Music Show EXP gerou R$ 350 milhões em negócios. Este ano, o objetivo é atingir 25% a mais de faturamento com vendas propiciadas pela feira. "Os produtos serão negociados com preço muito especial e os expositores prometem um dólar congelado durante o período do evento", afirma Daniel.

Atualização com o mercado

A Music Show EXP tem um carácter de co-work, com as empresas trabalhando em prol da melhoria do mercado. "Convidamos os participantes, sejam expositores ou visitantes, a contribuírem para um mercado da música melhor", alerta Daniel Neves. "Um dos exemplos é a vinda de empresários estrangeiros ao país. Queremos que eles compartilhem seus conhecimentos para aperfeiçoar os negócios feitos aqui", pontua.

A Music Show EXP tem parceria de conteúdo com a NAMM Show, o maior evento de negócios da música do planeta, que ocorre anualmente em janeiro, na Califórnia.

"Teremos a presença do maior lojista das Américas, Mark Hebert, empresário canadense, da Cosmo Music, loja com mais de 5200m2, que ganhou o prêmio de melhor loja do planeta. A vinda dele aponta uma direção sobre o comércio mundial de equipamentos para a área da música", acrescenta Daniel.

A feira também traz James Laney, CEO da lendária marca de amplificadores Laney. James fará uma seção de entrevista ao vivo para compartilhar sua visão sobre o negócio global e o futuro da guitarra. Além disso, empresas como a Shure, reconhecida fabricante americano de microfones, fará diversas palestras de capacitação do mercado de áudio.

Por fim, a feira quer bater um novo recorde, ao vivo. "Criamos um mega show para essa segunda edição da Music Show EXP, um flash mob musical que vai reunir 1500 músicos em pocket show no dia 21 de setembro, no roof top do São Paulo Expo. Serão cinco músicas do repertório pop, inclusive Que pais é esse, tema do clipe oficial que será gravado no dia", conta Daniel.

Números relevantes

- Expectativa de movimentação em negócios durante a Music Show EXP – R$ 400 mi - Setor de instrumentos musicais representa US$ 500 mi/ano - Mercado de som profissional (shows e eventos) fatura mais de US$ 750 mi/ano - Estimativa de crescimento do mercado para 2019 – 15% - Streaming no Brasil movimenta US$ 2017,8 mi/ano no Brasil - Mercado de shows movimenta US$ 205 mi/ano no Brasil - Mercado de equipamentos de áudio fatura US$ 650 mi/ano

Serviço

Music Show EXP
De 19 a 22 de setembro de 2019
São Paulo Expo – Rodovia dos Imigrantes, km 1,5
Mais informações: feiramusicshow.com.br
 
 


Últimas Notícias 
07/07/2020
» Futuro, Tecnologia, Criatividade e Humanidade dão o tom da Social Media Week São Paulo 2020
07/07/2020
» Caito Maia e Rossandro Klinjey são Top Speakers no SICC on line
07/07/2020
» Sindusvinho adia 28ª Expo São Roque Alcachofras e Vinhos
06/07/2020
» Luiz Bellini assume portfólio de Autopeças e Novos Negócios e anuncia digitalização de eventos
06/07/2020
» Casacor Minas Gerais é transferido para o primeiro semestre de 2021
mais...
  buscar notícias: