Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil: a mais completa e atualizada informação sobre o mercado de feiras

 
 
 
 
Destaques & Notícias
 
Notícias Online
 
21ª edição do WRNP reúne 45 palestrantes e discute temas relevantes para o ecossistema de inovação

17/12/2020
21ª edição do WRNP reúne 45 palestrantes e discute temas relevantes para o ecossistema de inovação

O evento foi o primeiro realizado de forma totalmente online e debateu temas como cibersegurança, softwarização de redes abertas e blockchain

Pelo 21º ano consecutivo, a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), realizou o WRNP, workshop que tem como objetivo aproximar o público dos avanços tecnológicos e dos principais tópicos em discussão na área de pesquisa e desenvolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) dentro e fora do Brasil.

Pela primeira vez, o evento aconteceu em formato 100% online e gratuito e levou ao público, por meio de painéis e palestras, temas como os desafios das Redes Acadêmicas para um mundo pós-pandemia, pesquisa e Educação durante e pós-pandemia, internet quântica, softwarização de redes abertas, como a Internet 100G pode contribuir para o "novo normal", blockchain, projetos em Cibersegurança, entre outros.

O WRNP contou com mais de 800 inscrições e os participantes puderam conferir mais de14 horas e meia de conteúdo com 45 palestrantes. A inovação teve um papel de destaque na programação, permeando todas as palestras e painéis. Já a área dos expositores, rebatizada de espaço “InovaRNP", contou com estandes virtuais de parceiros e 37 demonstrações de projetos resultantes dos editais de P&D da RNP.

No primeiro dia, o diretor-adjunto de Gestão de Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação, Lisandro Granville e o gerente de Gestão de P&D, André Marins, apresentaram a reestruturação da área dentro da RNP com a absorção do Centro de Tecnologias Digitais para Informação e Comunicação (CTIC) e falaram sobre as mudanças de paradigmas que aconteceram no edital de P&D desde o ano passado.

Entre os destaques, tivemos a palestra sobre as perspectivas da tecnologia Blockchain no Brasil em diferentes esferas – em educação, governança, infraestrutura, identidade e aplicações, moderado pela professora e pesquisadora da UFBA, Fabiola Greve, que também coordena o Comitê Técnico Blockchain da RNP.

O painel contou com a participação de palestrantes como: Igor Machado, professor da UFF e coordenador do GT-Educação; Marcela Gonçalves, Chief Development Officer da Multiledgers e coordenadora do GT-Governança e padrões; Billy Pinheiro, Chief Technology Officer da Amachains e coordenador do GT-Infraestrutura; Reynaldo Formigoni, gerente de soluções em Blockchain do CPqD, representando o coordenador do GT-Identidade digital descentralizada, Alberto Paradisi; Antonio Rocha, professor da UFF e coordenador do GT-Aplicações; e Glauber Dias Gonçalves, da UFPI, também do GT-Aplicações.

Outro tema importante abordado foram os desafios na oferta de serviços e cibersegurança durante a pandemia. O encontro foi moderado pelo diretor de Administração e Finanças, José Luiz Ribeiro Filho, e teve a participação de Antônio Carlos F. Nunes, diretor de Serviços e Soluções, e Emilio Nakamura, diretor-adjunto de Cibersegurança.

“A pandemia veio para mostrar o papel que as redes acadêmicas desempenham para suas instituições usuárias”, declarou Antônio Carlos F. Nunes, exemplificando pelo aumento no uso do serviço de Conferência Web para o ensino remoto. Hoje, o serviço alcança a marca de 26 mil usuários simultâneos diariamente, podendo chegar à escala dos 100 mil nos próximos meses. Ele ainda destacou o projeto Alunos Conectados, executado pela RNP em parceria com o MEC, que já entregou mais de 68 mil chips de internet móvel em 70 instituições de educação superior no país.

Já no segundo dia, o destaque foi o painel em conjunto com SBRC sobre o impacto da pandemia na internet brasileira e que recebeu três palestrantes, com moderação de Alex Borges, professor e Pesquisador da UFJF. Na oportunidade, os convidados contribuíram com diferentes perspectivas sobre as mudanças observadas no ciberespaço.

Alex Moura, especialista em e-Ciência da RNP, falou sobre o aumento da demanda de serviços na RNP e os desafios superados pela instituição para viabilizar entregas de qualidade para a sociedade. “Na RNP, as pessoas se mostraram muito flexíveis para a adaptação para o trabalho remoto. Essa capacidade de mudança foi determinante para superar os desafios, especialmente diante o aumento de demanda sobre os serviços”, argumentou.

Sobre a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP)

Qualificada como uma Organização Social (OS), a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) é vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e mantida por esse, em conjunto com os ministérios da Educação (MEC), Turismo, Saúde (MS) e Defesa (MD), que participam do Programa Interministerial RNP (PI-RNP). Pioneira no acesso à internet no Brasil, a RNP planeja, opera e mantém a rede Ipê, infraestrutura óptica nacional acadêmica de alto desempenho. Com Pontos de Presença em 27 unidades da federação, a rede conecta 1.529 campi e unidades nas capitais e no interior. São mais de quatro milhões de usuários, usufruindo de uma infraestrutura de redes avançadas para comunicação, computação e experimentação, que contribui para a integração dos sistemas de Ciência e Tecnologia, Educação Superior, Saúde, Cultura e Defesa.

https://wrnp.rnp.br/
 
 


Últimas Notícias 
17/09/2021
» Seniortec: evento aborda tecnologias para um mundo exponencial
17/09/2021
» EU Esri 2021 acontece esse mês e mostra quem está na liderança da transformação no país
17/09/2021
» Dia do Programador 2021 da DB1 bate recorde de público
17/09/2021
» Inscrições abertas para a ExpoBrahman 2021
17/09/2021
» Inscrições abertas para a 58° Expo Rio Preto
mais...
  buscar notícias: