Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil
 
     
 
 
     
 
Destaques & Notícias
 
Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear debate a produção e o fornecimento de radiofármacos

15/09/2023
Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear debate a produção e o fornecimento de radiofármacos

CBMN 2023 acontece em Porto de Galinhas entre os dias 21 e 23 de setembro e conta com a presença de palestrantes internacionais

Entre os dias 21 e 23 de setembro, acontece a 37ª edição do Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, o CBMN 2023, na Armação Convention Center, Porto de Galinhas, em Pernambuco. O evento deve reunir participantes de diferentes regiões do Brasil e do exterior, médicos especialistas em medicina nuclear, profissionais de diversas áreas correlatas, como biomedicina, farmácia, química, física, além de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, tecnólogos, técnicos e especialistas que tenham interesse na aplicabilidade de radioisótopos na medicina.

Realizado pela Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SBMN), o CBMN 2023 tem como tema “Teranóstico: da tradição à inovação”. Um dos principais temas do Congresso será a discussão sobre o futuro da produção e fornecimento de radiofármacos no Brasil. O fornecimento dos insumos radioativos é feito, de maneira predominante, pelo Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), órgão público, situado na cidade de São Paulo. No entanto, em 26 de abril de 2022, foi promulgada a Emenda Constitucional 118/2022, que modifica o monopólio do Estado na produção destes insumos, quando utilizados em procedimentos médicos ou pesquisa, abrindo a oportunidade para que outros entes possam produzir o material.

“A Emenda Constitucional expande a possibilidade de fabricação e distribuição de radiofármacos a outros fornecedores. A SBMN entende que é de suma importância manter um equilíbrio no fornecimento desses insumos, porém, vislumbra que é crucial a presença e a manutenção do Ipen acompanhando este cenário junto a outros fornecedores privados”, defende Dr. Rafael Lopes, presidente da SBMN.

Já para o presidente desta edição do CBMN, o médico nuclear Dr. Paulo Almeida Filho, “Este é um assunto de suma importância e que interfere em campos como o político, o financeiro e o social, pois trata de questões como direito de produção, regulamentação do uso, custos envolvidos, entre outros, e nada melhor que um assunto como esse ser debatido em uma ocasião em que os principais atores envolvidos estarão reunidos”.

A Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear acompanha a discussão acerca da produção e fornecimento dos radiofármacos e já realizou alguns fóruns de discussão sobre o assunto, bem como participou de algumas reuniões, incluindo com órgãos governamentais. “A SBMN acredita que esta questão deve ser debatida tendo em vista os cenários a médio e longo prazo e espera que os representantes políticos continuem tendo em mente a importância da destinação de recursos para o desenvolvimento do setor de radiofármacos no Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), através da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) e de seus institutos, como o Ipen”, afirma Dr. Rafael Lopes, presidente da SBMN.

Durante o 37º CBMN, no módulo intitulado Desafios da Medicina Nuclear no Brasil, foram convidados diversas instituições para debater, por exemplo, sua visão e seu papel no presente e futuro da medicina nuclear, dentre elas CNEN, Ipen, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Associação Nacional de Empresas de Medicina Nuclear (ANAEMN), a Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Atividades Nucleares (Abdan, e a Amazônia Azul Tecnologias de Defesa (Amazul). “Buscar reunir todas essas entidades em um mesmo fórum de discussão é algo que só demonstra o quanto o Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear tem um papel de destaque para a especialidade”, aponta Dr. Rafael Lopes.

Programação e presenças confirmadas

Entre as presenças confirmadas, estão a de nove especialistas internacionais como Paolo Castellucci, médico italiano, especialista em câncer de pele; os norte-americanos Phillip Kuo, especialista em próstata, Gary Ulaner, especialista em câncer de mama; e Mouaz Al-Mallah, presidente da ASNC (Sociedade Americana de cardiologia nuclear, sigla em inglês), entre outros. Além disso, o evento contará, como de costume, com diversos sócios palestrantes, dos mais diversos estados, referências nacionais em suas áreas de atuação, entre outros representantes de entidades parceiras, que também ministrarão palestras ao longo do evento.

“A programação engloba temas distintos e, ao contrário do que se possa pensar, até certo ponto conhecidos do grande público como hipertireoidismo, câncer de tireoide, mama e próstata, o linfoma, entre outros assuntos como as doenças do coração. Ao longo dos três dias de evento, serão apresentados os mais recentes avanços em tecnologia e pesquisa clínica, bem como temas relevantes para a prática clínica diária, onde todos terão a oportunidade de discutir e compartilhar seus conhecimentos e experiências”, finaliza o presidente do Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, Dr. Paulo Almeida Filho.

Serviço

37º Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear
Data: 21 a 23 de setembro de 2023
Local: Armação Convention Center
Endereço: Loteamento Merepe II s/n - Porto de Galinhas, Ipojuca - PE, 55590-000
Site: www.sbmn.org.br/congresso2023/
 
 
 
Destaque
» Calendário Feiras do Brasil 2024: confira o TOP 5 de setores com mais feiras!
Últimos Destaques 
14/04/2024
» JPR 2024 traz 950 professores e mais de 4500 expositores
14/04/2024
» Fruit Attraction será aberta na terça-feira (16) no São Paulo Expo
14/04/2024
» Fhoresp Experience: federação promove evento de hospedagem e de alimentação fora do lar
14/04/2024
» IFAT Brasil apresentará tecnologias para ampliar eficiência energética e reduzir custos no agronegócio
12/04/2024
» Congresso H&F@Hospitalar discute os desafios, as inovações tecnológicas e o conceito de sustentabilidade aplicado a facilities
mais...
  buscar destaques: