Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil
A mais completa e atualizada
informação sobre a agenda de feiras

Receba nosso informativo
 
 
 
 
Destaques & Notícias
 
Área Cultural do 23º Festival do Japão apresenta novidades nesta edição

07/07/2022
Área Cultural do 23º Festival do Japão apresenta novidades nesta edição

Exposição e workshops de tradicionais artes japonesas como Origami, Orinuno, Shodô, Oshibana, Washi, Kirigami e artistas convidados.

A área responsável por concentrar as artes japonesas no Festival do Japão retorna com as tradicionais manifestações artísticas com exposições e workshops de Origami, Orinuno, Mangá, Shodo, Oshibana, Etegami, Washi e Kirigami. Além de contar com artistas convidados, live painting (pintura ao vivo) e a exposição “Movimento Tsuru Ação pela Vida”.

A experiência de contemplar, aprender e realizar as técnicas da arte japonesa com os principais senseis/professores é reservado num espaço de 450m², dedicado a toda família para conhecer mais sobre a cultura japonesa. Em cada stand é possível acompanhar a programação dos workshops, tirar fotos e conversar com os artistas responsáveis pelas obras em destaque. A área cultural também realiza apresentações integrados com outros espaços do evento, como por exemplo, a área da melhor idade.

“Esperamos um grande reencontro com o público neste ano, será um evento marcado por sorrisos e a alegria de retornar, presencialmente, ao realizar com cada professor de arte japonesa a sensação de fazer arte em união”, descreve a coordenadora da área cultural, Thais Kato.

Professores convidados

Os professores de artes japonesa estarão nos três dias do evento no espaço da área cultural apresentando suas obras e estimulando o público a aprender mais da cultura japonesa através das habilidades e técnicas milenares e também das mais recentes. São professores que tradicionalmente expõem no Festival do Japão e reforçam a importante entrega da aproximação do público com a cultura nipônica. Acompanhe o trabalho dos profissionais nas redes sociais e venha conhecer ainda mais no 23º Festival do Japão.

Orinuno: “ori” significa ”dobrar” e “nuno” significa “tecido”.
São dobraduras feitas em tecido com Thais Kato – @thaiskatoorigami

Origami: “ori” significa ”dobrar” e “kami” “papel”.
Arte de dobrar papel com Mari Kanegae – @culturaalianca

Kirigami: “kiru” significa “recortar”, e “kami” “papel”
São recortes feitos em papel com Naomi Uezu – @ateliernaomiuezu

Etegami: E = “imagem”; Tegami = “carta /mensagem”
São desenhos, pintura com mensagem. Arte de produzir cartões postais com Priscila Sato – @etegamiof_pri

Oshibana: “Osu” = prensar, empurrar e “Hana” = flor
Arte de desidratar flores e folhas para artigos de decoração com Mirian Tatusmi – @oshibana.art_mirian

Shodo: “Sho”= escrita e “dô”= caminho. Arte do caminho da escrita, caligrafia japonesa com Grupo de Artes Japonesas do Ibaraki Kenjinkai do Brasil – @ibarakishodou

World Paper – Papéis especiais japoneses com Professora Cecília Suzuki com Washi – papel especificamente feito no Japão a partir das cascas das árvores das amoreiras. @worldpaper.ceciliasuzuki

Mangá – “Man”(involuntário) e “gá” = desenho, imagem. Histórias em quadrinhos de origem japonesa com o Professor Fábio Shin @fabioshin

Artistas Convidados

Nesta edição, teremos a participação de artistas convidados como a Marisa Malmann de Florianópolis/SC – especialista em Sashiko (bordados japoneses) arte exposta pela primeira vez no Festival do Japão. A técnica é uma forma de costura de reforço decorativa (ou bordado funcional) do Japão que começou com uma necessidade prática durante a era Edo (1615-1868); os trabalhos são usados principalmente em padrões geométricos.

Mais uma artista convidada para o espaço cultural é a Fabiana Shizue, ilustradora, que através da sua obra evidencia a potência da sua ancestralidade. Trabalho rico em detalhes e expressivos em cerâmica e demais modalidades. Mais uma novidade para esta edição é a expressão artística – Live Painting – (pintura ao vivo) com artistas nikkeis que farão suas obras durante os dias do evento, numa dinâmica em que o público pode acompanhar de perto a realização de uma grande arte.

Movimento Tsuru Ação pela Vida

A iniciativa do Movimento Tsuru Ação pela Vida começou em março de 2020, no início da pandemia, quando uma seguidora do perfil da @thaiskatorigami sugeriu lives no instagram para dobrar um origami de tsuru por dia, como motivação para as seguidoras, já que a dobradura simboliza a longevidade e a esperança na cultura japonesa. Logo surgiu então, o movimento e a frequência diária do contato do público envolvido pela cultura japonesa. Ao registrar 200 mil óbitos por Covid-19 no Brasil, em janeiro de 2021, o número de impacto mobilizou todas as seguidoras e comunidades nikkei num grande mutirão para dobrar o mesmo número num ato simbólico de respeito pelas vítimas. Cada estado brasileiro tem a sua representação nesta exposição, com dobraduras enviadas durante o período da pandemia. São mais de 200 mil tsurus numa exposição carregada de esperança.

“Uma grande realização, expor no Festival do Japão, o resultado do movimento Tsuru Ação pela vida. Milhares de tsurus foram realizados por participantes de todo o Brasil nessa grande festa”, destaca Thaís Kato, responsável pelo projeto.

Patrocínio e apoio

O Festival do Japão conta com o patrocínio master do Bradesco, apoio cultural da GL Events / São Paulo Expo e Fundação Kunito Miyasaka, e patrocínio do Hospital Japonês Santa Cruz, Hospital Nipo-Brasileiro, Honda Automóveis do Brasil, Nissan Automóveis do Brasil, Hirota Food Supermercados, Comgas, Sakura Nakaya Alimentos, Yokogawa, NTT e Panasonic.

Dentre os apoiadores, destaque para Yamaha do Brasil, Alfa Alimentos, Hinomoto, Hisamitsu do Brasil, Nachi, Sompo Seguros, Kikkoman, Sansuy e Tecfogões. O evento tem colaboração oficial do governo do Japão, através do Consulado Geral do Japão em São Paulo, Jetro (Japan External Trade Organization), JICA (Japan International Cooperation Agency), Fundação Japão, MAFF (Ministry of Agriculture, Forestry and Fisheries), Ministério do Meio-Ambiente e Japan House São Paulo, além do apoio do Ministério da Cidadania, Prefeitura do município de São Paulo, São Paulo Turismo, CET, Polícia Militar, Secretaria da Cultura e da Economia Criativa do Estado de São Paulo e PROAC.

Serviço

23º Festival do Japão – Do Sonho à Realidade
O maior festival de cultura japonesa está de volta!
Data: 15, 16 e 17 de julho de 2022
15/07 – sexta – 11 às 21 horas
16/07 – sábado – 09 às 21 horas
17/07 – domingo – 09 às 18 horas
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, São Paulo
Ingressos: até R$ 30 – www.guicheweb.com.br/festivaldojapao
Estacionamento no local (terceirizado) – R$ 55
Transporte gratuito do metrô Jabaquara, das 8 às 22 horas
* Entrada gratuita para crianças até 08 anos, mulheres acima de 60 anos e homens acima de 65 anos
* Meia-entrada para estudantes e professores da rede pública e particular, homens entre 60 a 65 anos
* Meia-entrada apenas mediante documento de comprovação

www.festivaldojapao.com
 
 


Últimas Destaques 
12/08/2022
» 20º Congresso Brasileiro de Qualidade de Vida debaterá os desafios e oportunidades do mundo híbrido
12/08/2022
» 23º Salão de Arte apresenta obras que estarão presentes na exposição
12/08/2022
» in-cosmetics Latin America anuncia novos expositores
12/08/2022
» Congresso Brasileiro do Algodão acontece na próxima semana em Salvador
12/08/2022
» Oktoberfest de Igrejinha apresenta trajes da Corte Infantil
mais...
  buscar destaques: