Atenção:

Habilite o JavaScript em seu navegador (browser) de internet!
Feiras do Brasil
 
     
 
 
     
 
Destaques & Notícias
 
Gestão e finanças estarão em pauta nos painéis da Abertura da Colheita

10/02/2023
Gestão e finanças estarão em pauta nos painéis da Abertura da Colheita

Temas relacionados à gestão, finanças e economia também estarão na pauta da 33ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas. Painéis que vão trazer os cenários econômicos ao produtor e apresentar caminhos para seguir na atual conjuntura farão parte da programação realizada no auditório Frederico Costa na Estação Terras Baixas da Embrapa Clima Temperado em Capão do Leão (RS).

No primeiro dia, terça-feira, 14 de fevereiro, ocorrerá o painel “Novos modelos de financiamentos”, com moderação do produtor rural em Camaquã (RS) e diretor da Federarroz, José Carlos Gross, e tendo como painelista José Angelo Mazzillo Júnior, analista do Banco Central e ex-secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura e Pecuária, além de representação da diretoria de Agronegócios do Banco do Brasil. Logo após é a vez do painel “Cenário e perspectivas econômicas” com o economista e superintendente de tesouraria do Sicredi, Pedro Lutz Ramos.

Já na quarta-feira, 15 de fevereiro, será realizado o painel “Oportunidades e desafios no agro: movimentos e situações importantes para o empresário rural”. O palestrante será o sócio-diretor da consultoria Markestrat, doutor pela FEA/USP e especialista em estratégia de negócios no Agro, José Carlos de Lima Júnior. “A minha participação pretende abordar que os nossos produtores são muito bons em produzir, em trabalhar a terra com objetivo de entregar a melhor agricultura ou pecuária, mas quando olhamos a gestão dada às empresas rurais, notamos que estamos em processo de profissionalização quando o assunto é vender bem o resultado do todo trabalho. Essa realidade tem chamado a minha atenção nos projetos de consultoria realizados em vários estados do Brasil. O nosso agronegócio é um dos mais produtivos (senão o mais produtivo) do mundo dentro das fazendas. Mas quando olhamos a gestão dessas fazendas, seja na compra dos insumos ou na comercialização da safra, infelizmente a grande maioria ainda fica à mercê do mercado”, observa.

O consultor ressalta que existem vários desafios para 2023 e um deles tem a ver com crédito, pois o custo do dinheiro vai se manter alto e não acredita em redução de juros. “Ter um juros alto nos obriga a analisar o custo que há por trás de cada oportunidade. Nem sempre tomar empréstimo alto, acreditando que será um bom negócio pois vai conseguir vender mais caro lá na frente, é seguro. Ao contrário, é até arriscado. E aí temos uma segunda virada de chave que é as margens do produtor nesse 2023 voltando à sua média histórica. As margens altas nas vendas das safras dos últimos três anos tendem a cair para a média que o produtor sempre conviveu. Essa é a razão do produtor rever como tem conduzido o seu negócio, porque a melhora da sua margem virá da sua eficiência”, frisa Lima Júnior.

Logo após é a vez do painel “Gestão financeira e estratégica”, com mediação do vice-presidente da Federarroz, Roberto Fagundes Ghigino, e os painelistas Antônio da Luz, economista-chefe Sistema Farsul e proprietário da Agromoney, e José Mathias Bins Martins, produtor em Mostardas (RS), diretor da Federarroz e presidente da Cooperativa Arrozeira Palmares.

Segundo da Luz, o tema gestão vem sendo crescente nos debates entre produtores, em particular a gestão financeira. “Os negócios estão muito maiores do que eram há cinco ou dez anos atrás, e à medida que eles crescem eles se tornam cada vez mais complexos. E a complexidade apresenta para quem está no comando do negócio um leque enorme de possibilidades, de escolhas e de decisões. Então é mais difícil hoje em dia fazer um negócio evoluir sem se expor a um nível de risco aceitável”, destaca, acrescentando que será apresentado um estudo inédito sobre como é possível gerir um negócio com técnica e recursos de medição.

A Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas terá como tema central “Arrozeiros como produtores multissafras”. O evento contará com mais de 130 expositores, sendo 34 nas vitrines tecnológicas, além da presença de mais de 30 caravanas de produtores. A programação terá ainda outros painéis que abordarão temas relacionados à mercado, gestão, tecnologias e rotação de culturas, e a realização da reunião da Câmara Setorial do Arroz.

A programação completa assim como as inscrições para o evento, que ocorrerá de forma híbrida (virtual e online), e de forma gratuita, podem ser conferidas no site https://colheitadoarroz.com.br. A 33º Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas é uma realização da Federarroz, com a correalização da Embrapa e Senar/RS e patrocínio Premium do Ministério da Agricultura e Pecuária e do Irga.

https://colheitadoarroz.com.br
 
 
 
Destaque
» São Paulo, capital das feiras, lidera o setor de feiras e eventos empresariais
Últimos Destaques 
17/05/2024
» AgroBrasília completará 15 anos em 2024
17/05/2024
» Feira da Moda Inverno (FEIMI) anuncia a primeira edição de 2024 na Avenida Paulista
17/05/2024
» Caravanas de agricultores familiares chegam para conhecer as inovações tecnológicas na Agrotins 2024
17/05/2024
» Encontro Internacional de Neonatologia reunirá profissionais nacionais e internacionais em São Paulo
16/05/2024
» Bahia Farm Show 2024 terá ampliação de 9% da área total
mais...
  buscar destaques: